Archive for Junho 2014

Fantasmas Quânticos


Olá pessoal, passei aqui pra uma rápida nota sobre uma notícia que eu venho acompanhando e que veio a calhar no assunto que estamos abordando aqui no blog, que é a mecânica quântica...Como é uma nota rápida ela pode ficar meio superficial para aqueles que não acompanham o blog, por tanto sugiro que leia também os seguintes textos para a crítica ser mais consistente:A Cura Quântica, O Gato Zumbi de Schrödinger,10 argumentos que você não deve usar em uma discussão sobre misticismo quântico.

Apesar do título não vamos falar sobre "ghosts" que de fato existem na física, mas sim de fantasmas mesmo, aqueles que puxam seu pé a noite.

Há uma semana atrás vi um caso interessante sobre uma família do norte do Rio Grande do Sul que supostamente estava passando por casos de Poltergeist e como sou fã de histórias do tipo, mesmo encarando-as como ficção, resolvi acompanhar o caso (via internet é claro). Eis que hoje vejo o Daniel reclamando desse vídeo, claro que eu não poderia deixar de abordar o assunto aqui, já que eu estou discutindo com vocês sobre MQ e ainda mais agora que sou "especialista" em engenharia consciencial quântica¹ (kkkkkkkk).
"indaguei da sombra seu nome e lugar de nascimento. E a sombra respondeu: “Eu sou a SOMBRA e minha morada está perto das catacumbas de Ptolemais, junto daquelas sombrias planícies infernais que orlam o sujo canal de Caronte”. E então, todos sete, erguemo-nos, cheios de horror, de nossos assentos, trêmulos, enregelados, espavoridos, porque o tom da voz da sombra não era de um só ser, mas de uma multidão de seres e, variando suas inflexões, de sílaba para sílaba, vibrava aos nossos ouvidos confusamente, como se fossem as entonações familiares e bem relembradas dos muitos milhares de amigos que a morte ceifara."  Edgar Allan Poe
Inicialmente seria legal se você assistisse esse vídeo explicando o caso todo.

Vamos partir do começo de tudo, abra o vídeo para que possamos ir no bom e velho estilo desse blog, parte por parte.

Na abertura da notícia a repórter diz:

"[...] Essa semana voltamos ao assunto para saber como a Física Quântica explica esses fenômenos e as descobertas da ciência em relação a espiritualidade"

Começamos bem. A física quântica, ciência que descreve necessariamente a dinâmica de partículas subatômicas, nos diz tanto sobre pedras que caem em telhados, sobre socos na parede e possessão demoníaca quanto diz sobre porquê unicórnios vomitam arco-íris.

É impossível modelar os fenômenos citados na mecânica quântica, uma pedra de forma alguma apresenta caraterística passivas de serem descritas como quânticas, uma vez que é um objeto estritamente macroscópico e clássico. Em relação ao soco desferido na parede, se de fato houve o impacto, foi algo físico macroscópico que se chocou contra ela. Portanto o objeto, bem como a parede, seguem as leis da mecânica clássica... ou você pode pensar que foi um saci, capeta, leprechau, chupa-cabra, mula sem cabeça, a sombra, um gremlin, ou qualquer outra coisa esmurrando a parede da casa de alguém, mas aí nenhum ramo da ciência estuda esses casos.


Por último, as descobertas da ciência em relação a espiritualidade continuam, infelizmente, nulas...

Desafio aos articuladores dessa empreitada da mística quântica a mostrarem matematicamente e com conceitos sólidos que é um fenômeno quântico e espiritual que está ocorrendo nesse caso e em qualquer outro.

imagem do verreaux @deviantART
"[...] De um lado a ciência e de outra a espiritualidade, será que existe mesmo essa separação? Para os físicos quânticos não!"

Ok, ok, ok.... existem milhões de físicos que trabalham com MQ que acreditam em espiritualidade e isso não tem, absolutamente, nenhum problema. Mas os "físicos quânticos" (entenda como o físico - profissional - que trabalha com MQ) sabem muito bem a distinção acadêmica entre o que é ciência e o que é sua visão religiosa de espiritualidade, e sabe principalmente que elas não se tangenciam, pois a primeira é um corpo de conhecimento materialista com bases distintas do segundo, que está na esfera de crenças, por conseguinte pertencendo ao domínio da fé. Claro que existem físicos que acreditam que de alguma forma, algum dia, a mecânica quântica talvez modele fenômenos que hoje são tidos como sobrenaturais, porém isso é especulação pessoal de alguns indivíduos, a comunidade acadêmica não compactua com essa visão.

Agora não mais a repórter, mas sim o "Físico Quântico" é quem vai falar. Opa, antes vamos ver se ele é físico de verdade:
O nome do físico é "Moacir Araujo de Lima", se ele já fez qualquer trabalho como físico ele deve ter um currículo na plataforma Lattes... e ele de fato tem (veja aqui). Como está na própria descrição

possui graduação em Ciências Jurídicas e Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1986), graduação em Licenciatura Em Física pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1967), graduação em Bacharelado Em Física pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1967) e mestrado em Letras Lingüística Aplicada pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2001). Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Civil, atuando principalmente nos seguintes temas: a ciência e o espírito, comunicação eficaz, mente, percepção e plenitude.

O "Físico Quântico" é na verdade um bacharel/licenciado em física de formação, ou seja, cursou a disciplina de MQ I e talvez MQ II durante a graduação apenas, não possui nenhuma especialização que possa dar o título de físico especialista em qualquer coisa da área de quântica do ponto de vista acadêmico. É pertinente ainda, ressaltar que ele trabalha com mistica quântica, em seu site "Professor Moacir" há alguns texto sobre assuntos como "pensamento quântico" e livros sobre isso também.

Vamos agora ao que ele fala.

"A Física Quântica, dentro do terreno da filosofia da ciência, deu uma abertura muito grande para a espiritualidade [...]"


De forma alguma, o fato de conceitos clássicos não serem necessariamente válidos na mecânica quântica não implicam em brechas para espiritualidade. Colocar espiritualidade na mecânica quântica é tão válida quanto usar a mesma para provar a existência de seres imaginários, como Cthulhu²... Vamos tentar invocá-lo pra ver se funciona:

Ph’nglui mglw’nafh Cthulhu R’lyeh wgah’nagl fhtagn.
I’a k’nark Cthulhu kyr’w qu’ra cylth drehm’n El-ak. U’gnyal kraayn.³

é... não está dando muito certo. :(

Por fim, ele ainda cita que a MQ quebra a lógica de verdadeiro ou falso, o que é mentira. Existe muita coisa falsa na MQ, por exemplo, um elétron sozinho pode ter spin -1/2 e 1/2, mas NUNCA um spin inteiro.

Agora falando sobre pedras que caem no telhado e dentro da casa:

"[...] Explicação melhor que se tem para esses objetos que parecem atravessar paredes [...] seria o fenômeno de uso de outra dimensão [...]"


O que ele diz é isso: "Uma pedra de uma outra dimensão (SIC) sofre um fenômeno quântico e vem parar na nossa dimensão".

Primeiramente que o termo dimensão está errado, o correto seria universo paralelo. Segundo que, como já falamos antes, pedra é um objeto clássico portanto não é possível que ela tunele entre dois universos conectados (de alguma forma). Tunelamento quântico é uma características de objetos quânticos em situações específicas que não é compartilhado por objetos clássicos, então esperar que isso ocorra é mais absurdo do que esperar que a pedra tunele através de uma parede quando arremessada contra a mesma, por exemplo. Agora me diga, qual a probabilidade de você arremessar uma pedra contra uma parede e ela atravessar para o outro lado como se nada houvesse lá?

Outro ponto é que universos paralelos são especulativos até mesmo dentro da ciência⁴, não temos evidências concretas de que há de fato objetos quânticos atravessando de um universo para outro, logo, pensar em pedras tunelando entre universos é absurdo.

"[...] Os espíritos desencarnados[...] não podem influenciar na matéria física por questão de vibração, de densidade[...]"


Esse ponto é estritamente religioso, não posso falar nada sobre isso, mas achei legal ele usar palavras soltas, como densidade e vibração sem nem explicar o contexto e o que isso significa de fato. É vibração de quê? É densidade de quê? Essas palavras foram usadas para impressionar leigos apenas?

No ponto que entram em medicina eu não posso falar nada também, mas note que eles não afirmam que as ciências médicas provam a existência de um mundo espiritual.

O resumo disso tudo é simples, mais um assunto misterioso e mais um cara da mística quântica se aproveitando da situação pra falar um monte de bobagens sobre mecânica quântica. E tenho que concordar que parece que o físico da reportagem tirou seus conhecimentos sobre universos paralelos de algum documentário do History Channel. Sem mais, acho que ficou claro no texto que a intenção não é tratar a existência ou não do mundo espiritual, mas sim que as explicações do físico para o tema são completamente descabidas, fugindo torpemente do que de fato conhecemos sobre um assunto científico.

---- ATUALIZAÇÃO----

Estamos tentando reclamar com a RBS TV sobre o ocorrido, se quiserem ajudar ficaríamos gratos.


---
Pessoal, estou há mais de um mês escrevendo um texto sobre buracos negros, acredito que na semana que vem eu já post.

1 - Eu fiz um curso no learncafe sobre o assunto, tenho até certificado, agora eu posso falar como um especialista.

2 - O Daniel falou do Lovecraft fiquei com inveja, também quero ser cult.

3 - se quiser continuar a tentativa de invocar Cthulhu, tente por aqui

4 - especulativo é diferente de pseudocientífico, existem muitos pesquisadores sérios que trabalham com teorias que suportam multiversos.
segunda-feira, 16 de junho de 2014
Posted by Thiago V. M. Guimarães

Recebe atualizações por e-mail

Google+

Seguidores

Posts populares

Labels

- Copyright © Simetria de Gauge - Powered by Buc! - His name is Robert Paulson - Use $\LaTeX$